A SOLUÇÃO PARA SEU NEGÓCIO CRESCER ESTÁ EM VOCÊ

Você precisa apenas conhecer as estratégias e ferramentas necessárias para chegar lá.
Conheça meu método para automatizar seu processo de prospecção e trazer clientes sem parar.
the four-hour work week

36 coisas que você aprende lendo The 4-hour Work Week do Tim Ferris

The 4-Hour Work Week (A Semana de Trabalho de 4 horas) é um livro bestseller escrito por Tim Ferris, um cara que vive para descobrir os segredos de uma vida melhor.

Nesse artigo eu escrevo 36 coisas que você aprende lendo The 4-Hour Work Week do Tim Ferris.

Veja o bate-papo sobre o livro com o Felipe do Sebo Pacobello:

Tim é um americano que ficou milionário escrevendo três livros: the four-hour work week, the four-hour body e the four-hour chef. Todos esses livros foram bestsellers e ensinam como obter mais resultados fazendo menos.

Além dos livros, ele também foi investidor em empresas como Facebook e Uber, o que só aumentou suas riquezas, e possui um blog e um podcast onde ele estuda especialistas mundiais em diversos assuntos, desde xadrez até lutas.

No livro the four-hour work week, ele começa com uma frase:

“Sempre que você se encontrar do lado da maioria, é hora de parar e refletir”. Mark Twain

E essa parece ser a premissa de sua vida. Ele está sempre tentando encontrar uma maneira de produzir mais com menos esforço, ao contrário de todo o resto de nós. De início parece uma atitude preguiçosa de ver a vida, mas você vai entender que preguiçoso é quem gasta oito horas por dia em um trabalho que produz, na maior parte do tempo, nada que traga resultados.

Essas são as 36 coisas que aprendi lendo seu livro e você pode aprender também.

  1. Tempo e mobilidade são nossas novas moedas.

O Tim fala sobre uma nova classe de pessoas, chamadas novos ricos. Os novos ricos são aqueles que abandonam o plano de vida padrão e criam estilos de vida luxuosos utilizando a moeda dos novos ricos: tempo e mobilidade.

Ou seja, ao invés de lutar por mais dinheiro, nós devíamos lutar por mais tempo. Afinal, se você tem 1 bilhão de reais ou 1 real na conta, você continua tendo apenas 24 horas no seu dia.

  1. Trabalhe pelo estilo de vida, não pelo dinheiro.

Um milhão de dólares no banco não é uma fantasia. A fantasia é o estilo de vida e liberdade que esse dinheiro te proporciona. A pergunta então é: como alguém pode alcançar o mesmo estilo de vida e liberdade antes de conseguir um milhão de dólares?

É isso que ele ensina no livro. Conquistar o estilo de vida dos milionários, mas ganhando um pouco mais ou a mesma coisa que você ganha hoje.

  1. Especialistas também cometeram erros.

“Um especialista é uma pessoa que cometeu todos os erros possíveis dentro de um assunto muito específico”.

Todas as pessoas cometem erros. Todas. Você e eu não somos diferentes. Um especialista só se tornou um especialista, pois ele cometeu muitos erros ao longo do caminho quando trabalha com um assunto específico. Foi isso que o tornou especialista nisso. Você, para se tornar um especialista, deve escolher um assunto e errar o máximo que puder. Quando digo errar, digo tentar fazer algo, pode dar errado como pode dar certo. É a coleção de erros e acertos que vai torná-lo um especialista.

  1. O Multiplicador de Liberdade: o que você faz, quando você, onde você faz e com quem você faz.

Se você controla esses quatro fatores na sua vida, você tem mais liberdade do que alguém que ganha mais do que você. Por exemplo: quem vive melhor? Alguém que trabalha 80 horas por semana e ganha 500 mil dólares por ano, ou alguém que trabalha um quarto disso e ganha 40 mil dólares por ano e pode fazer tudo que quiser?

O livro na verdade fala da habilidade de escolha e de como criar opções com o menor esforço e custo possível. O paradoxo é que você pode ganhar o dobro do que ganha, trabalhando metade do tempo que trabalha hoje.

  1. Tentar agradar a todos é a formula certa para o fracasso.

Aqui ele conta a história de quando, sem experiência alguma, ganhou o campeonato nacional de kickboxing nos EUA. Ele não sabia nada de kickboxing. Mas lendo as regras do torneio permitiram que ele criasse um atalho para ganhar todas as lutas.

Ele fez duas coisas:

1º: Perdeu vários quilos no dia da pesagem, coisa que os outros lutadores não faziam. Isso permitiu que ele lutasse com lutadores que seriam considerados de duas classes menores que a dele.

2º: Na luta, sempre que um lutador saísse fora do ringue por três vezes, ele seria considerado eliminado.

Ele empurrou todos os lutadores em todas as lutas para fora do ringue e tornou-se campeão. Os juízes e lutadores odiaram isso, mas ele foi campeão dentro das regras do próprio esporte.

  1. Sacrifício não é sinal de resultado, produtividade sim.

Pessoas que trabalham 24 horas, apesar de se esforçam demais, nem sempre geram resultados. O resultado não depende do esforço que você emprega, mas sim da produtividade e eficiência. Não é o tempo que você emprega em uma tarefa que traz o resultado. É a inteligência que você aplica pra definir se a tarefa é válida e para trabalhar da maneira que gere mais resultados.

  1. Não existe melhor momento para se começar algo do que hoje

Sempre vai existir algo que te impeça de começar. O mundo nunca vai se alinhar no momento certo e todas as forças da natureza vai te colocar no local exato para você começar. O momento certo para começar é agora.

  1. Foque no que você é bom e não tente arrumar o que você é ruim.

Focar naquilo que você é bom vai te trazer melhores resultados e também melhor uso do seu tempo. Tentar consertar aquilo que você não faz bem vai somente atrasar os resultados. É aquele velho ditado: “deixa com quem sabe”.

  1. Muito tempo livre também é ruim.

Apesar de no livro inteiro ele te ajudar a ganhar mais tempo na vida, ele não fala pra você sentar no sofá e dormir o dia todo. Sabe aquele outro ditado: “mente vazia é a oficina do diabo?”. Utilize melhor seu tempo, seja para uma boa causa, ajudando pessoas carentes, seja estudando ou criando um outro negócio.

  1. Nós exageramos nossos próprios problemas.

“Sou um idoso que teve muitos problemas, mas a maioria deles nunca aconteceu”. Mark Twain

Pense nisso. Nós sempre aumentamos os problemas que temos. Nossa cabeça é capaz de criar discussões, provocando nervosismo, medo e diversas outras reações em cima de acontecimentos que nem aconteceram.

Quem nunca marcou de conversar com alguém e começou a bolar as resposta na cabeça, já achando que ia ser demitido, ou que a namorada ia terminar com você, ou que iam te dar uma bronca e no fim não foi nada disso que aconteceu?

  1. Nossos maiores medos são, normalmente, aquilo que mais devemos fazer.

Uma vida de sucesso pode ser medida por quantas situações inconfortáveis que uma pessoa está disposta a enfrentar. Sair da nossa zona de conforto sempre vai criar em você o hábito de transformar grandes problemas em pequenas coisas.

E o medo de fazer algo é um sinal que nos mostra o quanto devemos enfrentá-lo.

  1. A competição é menor onde existem poucas pessoas.

Ou seja, se você está disposto a ir além, mais do que outras pessoas, com certeza você enfrentará uma concorrência menor onde for.

O ato de realizar aquilo que deseja sempre o torna alguém que faz as coisas acontecerem.

  1. Pense o quanto deseja ganhar por dia.

Ele criou um indicador chamado TMI (target monthly income) e outro chamado TDI (Target daily income). Basicamente ele fala pra você estipular quanto deseja ganhar por dia e por mês e pede pra que você liste as suas despesas desejáveis, seus sonhos e objetivos desejados e o quanto de dinheiro você precisa por mês e por dia. Sabendo disso, você consegue estipular melhor em que deve trabalhar e por quanto tempo.

  1. Crie o hábito de tomar decisões

As decisões mais importantes são sempre as mais desconfortáveis. Aprenda a tomar decisões todos os dias e você ganhará esse hábito pouco a pouco.

  1. Faça mais com menos

É perda de tempo tentar encher seu dia com tarefas apenas para se manter ocupado. Seu objetivo diário não é fazer cada vez mais. Na maioria das grandes empresas, grande parte dos funcionários passam o dia fazendo coisas que não criam resultado algum. Seja através de reuniões sem sentido, emails, telefonemas, facebook. Tudo que não traz resultado é perda de tempo para o Tim Ferris. Pra mim também. Odeio reuniões longas que não levam a lugar nenhum.

  1. Ser efetivo é melhor que ser eficiente

Ser efetivo é fazer algo que te aproxima de seus objetivos. Ser eficiente é fazer uma tarefa de forma mais econômica possível, independente dessa tarefa ser importante ou não.

O que você faz é muito mais importante do que a maneira como você faz. Ao invés de fazer tarefas insanamente sem parar, pare e pensa nas que são mais importantes e que trazem resultados reais. As outras são perda de tempo.

  1. 20% do que você faz gera 80% do resultado

Esse é o chamado Princípio de Paretto, onde tudo tem uma proporção de 80/20. Exemplo:

80% do seu lucro vem de 20% dos seus clientes

Basicamente ele pede pra você analisar toda sua vida, clientes, negócios, tudo. Você vai notar que a maioria das coisas possui essa relação. Eu percebi que eu gastava 20% do meu tempo em um cliente que me gerava menos que 10% do resultado.

  1. A maioria das coisas não importa

Estar ocupado é uma forma de ser preguiçoso. Preguiçoso para pensar e para agir indiscriminadamente. A maioria das pessoas simplesmente age sem parar pra pensar se é certo ou errado. Por resultado, gastam muito tempo em coisas que não importam para o resultado final.

  1. Uma tarefa levará o tempo dado para ser concluída.

Essa é na verdade uma Lei de Murphy. Se eu te der uma tarefa para ser completada em 24 horas você vai levar 24 horas. Se eu der 36 horas, você levará 36 horas para completar a mesma tarefa.

É importante limitar o tempo e fazer as coisas na hora que precisam ser feitas.

  1. O segredo para fazer mais é fazer menos.

Parece meio paradoxal né? Mas não é. Eliminar coisas inúteis é uma das grandes dicas do livro. Elimine aquilo que toma tempo e você se verá realizando mais com menos esforço.

O Tim, por exemplo, lê email somente 1 vez por mês. Faz o controle financeiro a cada 15 dias. E eliminou qualquer tipo de reunião. Isso fez com que ele ganhasse um tempo enorme. Eu estou trabalhando para que isso aconteça em minha vida também. Hoje faço controle financeiro somente as terças-feiras. E leio email somente duas vezes por dia. Faça um teste você também.

  1. Aprenda a ignorar.

“Aprender a ignorar as coisas é um dos caminhos para a paz interior”. Robert J. Sawyer

Ignore contatos de pessoas que fazem você perder tempo. Ignore ligações, emails. Cada vez que você ignora coisas que fazem você perder tempo você perceberá que ganhará mais tempo para realizar o que importa para você.

  1. Parar é melhor do que terminar.

Sabe aquela tarefa que está levando meses? Ou aquele projeto cercado de reuniões mas que nunca resolvem nada? É melhor parar com eles. Você vai se sentir melhor parando com eles do que tentando finalizar algo que nunca acaba.

  1. As pessoas podem não gostar de você, mas nunca deixe que elas te entendam errado.

Fazer com que as pessoas não entendam o que você ou sua empresa faz é terrível para seus negócios. É melhor que elas não gostem do que você faz ou de seu produto do que entender errado.

A Apple por exemplo, ao invés de explicar que o Ipod tinha milhares de gigabytes, ela simplesmente disse. “Mil músicas dentro do seu bolso”.

  1. Dar muitas opções para o cliente pode ser fatal.

Reduza o número de decisões que o cliente deve tomar antes de comprar. Deixá-lo indeciso é a pior opção na hora que ele está prestes a comprar seu produto ou serviço.

  1. É melhor para um homem estar errado mas ter liberdade, do que está certo e acorrentado.

Essa frase é de Thomas H. Huxley e diz muito sobre escolher essa vida de liberdade e, mesmo cometendo erros, saber que sua vida será melhor do que se não tivesse feito essa escolha de trabalhar pouco e viver muito.

  1. Somente aqueles que estão dormindo não cometem erros.

Outra frase bem interessante usada no livro, dita por Ingvar Kamprad. Nesse momento do livro o Tim está dizendo que precisamos ter coragem de cometer erros. Erros são normais se você está vivo.

  1. Livre-se da fome pelo material.

Nós não vivemos de coisas. Não é do apartamento que moramos ou do carro que temos que vamos nos lembrar quando estivermos a minutos de passar dessa vida pra melhor. Nesse momento lembraremos das viagens, dos amigos, da família e das experiências que tivemos. Então é importante não dar tanta importância material como se essa fosse a última coisa na vida. Ele não diz pra você abandonar tudo e viver na rua. Apenas diz para você ter equilíbrio na sua vida, inclusive no tamanho do seu desejo de TER as coisas.

  1. A falta de foco faz sua mente criar problemas que não existe.

Se você tem um objetivo, mesmo que impossível, correr atrás desse objetivo faz você crescer e as dúvidas desaparecem. Por tanto, não ter um foco em algo específico faz você sempre estar com medo de tudo.

  1. Se você não consegue definir ou decidir algo, deixe pra lá.

Se tem algo na sua vida que requer uma decisão ou definição que você não consegue encontrar, deixe isso de lado e foque em outras coisas. Esqueça totalmente desse problema, pois provavelmente não deve ser nada importante.

Na verdade, o que ele quer dizer é que existem diversas questões na vida que não fazem diferença. Qual o sentido da vida? E se algo der errado? E se não funcionar? São perguntas que não possuem respostas, ou que cada um tem um ponto de vista diferente. E, normalmente, não vamos convencer a outra pessoa a mudar de ideia sobre o que pensamos. No final, é melhor ignorar esse tipo de pergunta e seguir em frente sem medo.

  1. Se você não sabe o que fazer da vida, faça algo e em breve você saberá.

Quando você se pega tomando decisões radicais como essa, de trabalhar menos, cortar coisas que não agregam, etc, você se pega pensando:

– Mas e ai? O que devo fazer então?

O grande segredo é esperar. Comece por algo que lhe parece interessante. Em algum momento você vai decidir o que deseja fazer.

  1. Cometa erros.

“Se você não comete erros, quer dizer que não está trabalhando em problemas difíceis. E isso é um grande problema”.  Frank Wilczek

Nada é fácil nessa vida. Se você deseja realmente conquistar algo, tem que fazer coisas que as outras pessoas não fariam. Pequenas coisas como ler email o tempo inteiro, ou resolver problemas que outras pessoas poderiam resolver dentro de sua empresa é um grande erro. Foque nas coisas grandes e tenha resultados melhores.

  1. Nem tudo está perdido.

O que você faz agora é apenas um degrau para o que fará depois. Não ache que o negócio ou projeto que você está agora é a ultima chance da sua vida. Sempre existirão outras possibilidades.

  1. A dúvida é apenas um sinal de que uma ação precisa ser tomada.

Se sentir muito em dúvida, tome um tempo pra fazer outras coisas. Depois volte e decida com confiança.

  1. Deixe coisas ruins acontecerem.

Não responder aquele cliente chato, que toma seu tempo e não gera resultado pode fazer com que ele demita sua empresa. E se isso acontecer? Não tem problema algum. As vezes precisamos deixar que coisas ruins aconteçam em nossas vidas para que outras coisas fluam na direção correta.

  1. Não importa quantas pessoas não entendem. Importa apenas as que entendem.

Críticas sempre vão existir. Assim como pessoas que não gostam de você, ou do seu produto ou da sua empresa. Isso não importa. Só importa as pessoas que compram de você ou gostam de você. Não precisa odiar essas pessoas. Apenas não dê importância, afinal, não é possível agradar a todos.

  1. Sem tempo, sua empresa não cresce. E sua vida pessoal também não.

Evitar reuniões que não levam a nada. Não responder emails. Demitir clientes. Não terceirizar suas tarefas. Tudo isso são coisas que atrapalham o seu crescimento e da sua empresa. Para que você tenha a vida que você quer ter, é preciso ter tempo para concretizar isso. Então deixe as distrações de lado e foque no que importa.

Conclusão

O que o Tim Ferris nos ensina, se pudesse ser resumido, é que você deve focar nas coisas que importam em sua vida e nas tarefas que trazem resultados em sua empresa. Fazendo os dois, sua empresa produzirá o necessário para que você tenha a vida que sempre sonhou.

Por tanto, elimine tudo o que não traz resultados e tudo o que te toma tempo. Se não puder eliminar, automatize. Utilize softwares que facilitem o trabalho. Se não puder utilizar softwares, terceirize para pessoas que podem executar isso por você. Tentar fazer tudo é simplesmente preguiça de não querer encontrar uma nova maneira de fazer as coisas.

Realize seus sonhos hoje.

Sobre o autor do artigo

Rafael Neaime é empreendedor e consultor de Inbound Marketing e SEO, especialista em crescimento de empresas com marketing digital. Eterno aprendiz da vida.

Eu lancei um desafio de alcançar 200 mil fans no Facebook e 140 mil inscritos no Youtube em menos de um ano. Se deseja acompanhar esse desafio, aprender com meus erros e acertos no marketing digital ou até mesmo dar dicas e sugestões do que posso fazer, inscreva-se no meu canal no Youtube ou curta minha página no Facebook.

Acompanhe nas redes sociais: Facebook, Twitter, Linkedin e Instagram

Para ler o livro acesse aqui.

Compartilhe